Acompanhe matérias e entrevistas sobre o projeto de educação dos trabalhadores

A Coordenação do Pré-ENE Maranhão está mobilizada para divulgar a realização da etapa preparatória do Encontro Nacional da Educação no Estado.

Nesse sentido, várias têm sido as entrevistas no sentido de pautar a discussão de um projeto de educação que parta da classe trabalhadora, com claro propósito emancipatório para o ser humano, libertador e comprometido com a transformação social.

Acompanhe a seguir alguns desses momentos, que podem ser compartilhados nas redes para que se aprofunde a discussão. Os links ficarão disponíveis para ser vistos a qualquer tempo aqui na página do Pré-ENE.

Lembretes:

  • próxima reunião de organização do Pré-ENE: 14 de agosto, na UFMA (Auditório Ribamar Carvalho, 17h);
  • Pré-ENE: 23 e 24 de novembro, IFMA Monte Castelo
  • III ENE: abril de 2019, provavelmente em Brasília

Cacilda Rodrigues: Financiamento da Educação tem queda de 28% em relação a 2017 (quando o orçamento já havia sido drasticamente reduzido)

Em entrevista à Rádio Tambor (www.agenciatambor.net.br ou no Facebook – www.facebook.com/agenciatamborradioweb – diariamente vai ao ar às 11h o programa Jornal da Tambor, com entrevistas e notícias que não constam nas pautas “oficiais” da mídia), a educadora fez o chamamento ao Encontro Nacional da Educação e à sua etapa preparatória estadual. Ela destacou que o foco do ENE é discutir o projeto de Educação da classe trabalhadora, o que os movimentos sociais e sindicais defendem como proposta de Educação Pública de Qualidade Social, Laica e Gratuita.

“O Encontro serve para demarcar sua agenda (da classe trabalhadora). Diferencia especialmente do projeto que está aí, alinhado à perspectiva neoliberal, defendida pelo grupo que está atualmente no poder, pautado pela privatização e pela transferência de recursos públicos da área, por iniciativas como escola sem partido, pelas relações com o capital privado internacional”, destacou Cacilda.

Durante a entrevista, ela detalhou como se dá a transferência dos recursos públicos para a iniciativa privada na área da Educação, e falou ainda sobre a situação das universidades, cuja queda de transferências voluntárias se acentuou em 28% em relação a 2017, e a queda das transferências para os municípios em 52%, atingindo especialmente lugares mais empobrecidos, em estados como o Maranhão, Piauí, Alagoas. Além disso, demonstrou como essas quedas impactam na carreira docente.

A entrevista pode ser acompanhada a partir dos 30 minutos e trinta segundos no link da Rádio Tambor publicado abaixo:

A entrevistada na manhã desta quinta-feira (05/07), no Radiojornal Tambor, é Cacilda Rodrigues Cavalcanti – Professora do Departamento de Educação, Doutora em Educação, Pesquisadora do campo do financiamento da educação e Coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Políticas Públicas de Educação. A entrevista tem como tema central o "Financiamento da Educação Pública".Acompanhe a entrevista também pelo site: www.agenciatambor.net.br#políticaspúblicas #financiamento #educaçãosuperior

Publicado por Agência Tambor em Quinta-feira, 5 de julho de 2018

 

Presidente do Andes também falou à imprensa sobre a transferência de recursos da Educação Pública para o setor privado

Antonio Gonçalves, presidente do Andes-SN, em entrevista à TV Difusora sobre os cortes orçamentários no Ensino Superior, Gonçalves destacou a transferência de recursos do fundo público para a iniciativa privada através do PNE, que não faz a distinção entre Ensino Superior Público e Ensino Privado.

Segundo falou, esse ataque atinge universidades, institutos, colégios de aplicação públicos. O orçamento para o ano que vem, por exemplo, pode inviabilizar todas as bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutoramento da Capes, como anunciado recentemente. “A universidade é estratégica, por isso sempre se tentou ter controle sobre ela”, disse.

Para o professor Antonio Gonçalves, é necessário partir de outra lógica na qual, em vez de limitar e precarizar o acesso, garanta a inclusão dos filhos da classe trabalhadora. “Os cortes do orçamento das universidades públicas representam a expansão do sistema privado e encolhimento do sistema público, inclusive com fechamento de universidades. Esses cortes não são à toa, mas fazem parte de um projeto”, alertou. Veja:

Creche e Educação

A professora Fabiana Canavieira, em entrevista à Rádio Tambor, falou sobre a temática. Confira a partir de 31’30:

A entrevistada na manhã desta quarta-feira (11/07), no Radiojornal Tambor, é Fabiana Canavieira – Professora do curso de pedagogia da UFMA, mestre em educação pela Unicamp, doutoranda em educação na linha de estudos da infância da UFRGS.A entrevista tem como tema central "Creche e educação infantil na realidade do Maranhão".Acompanhe a entrevista também pelo site: www.agenciatambor.net.br#educação #maranhão #creche

Publicado por Agência Tambor em Quarta-feira, 11 de julho de 2018

 

BNCC

Recentemente, Micael Carvalho, professor do Colégio Universitário e diretor de Relações Sindicais da Apruma, foi entrevistado sobre a Base Nacional Curricular Comum, através da qual o governo procura uniformizar os conteúdos e retirar qualquer perspectiva crítica e emancipatória da Educação (a partir de 44′):

A entrevista desta terça-feira (07/08), no Radiojornal Tambor, é com Micael Carvalho -Professor de Música do COLUN/UFMA, diretor de relações sindicais e populares da APRUMA, está na coordenação regional nordeste do Fórum Latino-americano de Educação Musical, é mestrando em Educação pelo PPGE/UFMA e integrante do grupo de estudos e pesquisas “ESCOLA, CURRÍCULO E FORMAÇÃO DOCENTE".A entrevista tratará sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Acompanhe a entrevista também pelo site: www.agenciatambor.net.br#educação #basecomumcurricular

Publicado por Agência Tambor em Terça-feira, 7 de agosto de 2018

 

Debates

A Apruma promoveu debate sobre liberdade na Educação, que contou com a participação da professora Amanda Travincas (UNDB) e Adroaldo Almeida (IFMA). Confira na íntegra:

Debate educação pública e liberdade de ensino no Brasil Contemporâneo

Publicado por Apruma Seção Sindical em Terça-feira, 24 de abril de 2018

 

Já como programação do Pré-ENE, o professor Dante Henrique Moura, convidado pelo Sinasefe Monte Castelo, esteve no IFMA, falando sobre a Reforma do Ensino Médio, que também se enquadra na perspectiva neoliberal do projeto do atual governo para a Educação. Eis a apresentação:

 

Professora Fátima Félix fala sobre conjuntura e formação durante o Pré-Ene na UFMA em 2016

“Nós não estamos, neste momento, infelizmente, podendo dizer a vocês, jovens, ‘vejam o quanto nós avançamos na história do país’, porque essas conquistas recentes, depois da derrubada da ditadura militar, elas estão mostrando o quanto eram conquistas ainda frágeis, o quanto eram conquistas ainda muito insuficientes, considerando as necessidades de nossa população, considerando que os problemas que nós temos a enfrentar são problemas estruturais, não são problemas de uma conjuntura apenas”: